Ascendum Portugal

3 formas como as máquinas ao ralenti afetam a rentabilidade

Quando um veículo de equipamento de construção está a trabalhar ao ralenti, não só não está a contribuir para a produção, como também lhe está a custar dinheiro.

1. Maiores custos com o combustível

O combustível é um custo importante para qualquer proprietário de equipamento de construção, por isso é importante que cada gota seja direcionada para executar o trabalho que a sua empresa é paga para fazer. As máquinas ao ralenti estão literalmente a queimar dinheiro para nada.

Maiores custos com o combustível

2. Maior desgaste da máquina

Da mesma forma, se o motor estiver a trabalhar mas não estiver a utilizar a máquina para o trabalho, está a causar desgaste desnecessário do motor. A máquina vai ter de ser assistida mais vezes e as peças substituídas com mais frequência, tudo contribuindo para aumentar o custo total de posse.

Maior desgaste da máquina

3. Valor de revenda diminuído

O ralenti pode também diminuir o valor de revenda da máquina, adicionando horas desnecessárias ao contador horário. Ao longo da vida útil de uma máquina, isto pode acabar por resultar numa perda importante de valor que poderia facilmente ser evitada.

Valor de revenda diminuído

Como reduzir o ralenti

Existem duas causas principais para o ralenti. A primeira é o motor ser deixado a trabalhar durante os intervalos do operador.

Para combater isto, muitas máquinas Volvo incluem uma funcionalidade de encerramento automático do motor. Após quatro minutos de inatividade, a máquina emite um aviso de que o motor será desligado dentro de 60 segundos. Depois, decorrido o período de 60 segundos, o motor da máquina desliga-se sozinho.

No entanto, é uma boa prática encorajar os operadores a desligar as suas máquinas.

A outra causa frequente do ralenti é que o número e a capacidade das máquinas no local não são as mais adequadas às toneladas-alvo por hora ou ao custo por toneladas. Por exemplo, uma pá carregadora de rodas pode estar ao ralenti enquanto espera pela chegada de um dumper para receber a sua próxima carga.

A Volvo CE trabalha com os clientes para ter a certeza de que têm a combinação perfeita de máquinas para o trabalho. Para os clientes maiores, a Volvo CE pode realizar uma simulação utilizando a ferramenta SiteSim, que calcula a configuração ideal para o estaleiro — incluindo as rotas que os operadores devem seguir.

Em qualquer caso, ligar as suas máquinas através do sistema de telemática CareTrack da Volvo CE e solicitar um Insight Report vai permitir-lhe ver o que se passa no seu estaleiro e assumir o controlo dos seus custos.

Como reduzir o ralenti

PARA INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Anne Bast

VP de Comunicações Empresariais
Volvo Construction Equipment
Região de vendas EMEA (Europa — Médio Oriente — África)
Tel.: + 46 16 5415906
anne.bast@volvo.com

Hannah Kitchener

SE10
Londres
Tel.: +44 207 923 5863
E-mail: hannah.kitchener@se10.com