10/25/2013 

Volvo CE registou quebra das vendas no terceiro trimestre com os mercados ainda à deriva



Não havendo sinais claros de uma recuperação global no sector, os resultados do terceiro trimestre da Volvo Construction Equipment (Volvo CE) reflectem a tendência geral de declínio que se observa no mercado, com uma quebra de 7% relativamente ao período homólogo de 2012. Não obstante, as melhorias na eficiência do sistema industrial global, as medidas de controlo dos custos e um nível de inventário equilibrado com a procura ajudaram a Volvo CE a obter uma margem operacional positiva de 4%.

Nos três meses de Julho a Setembro, as vendas líquidas apresentaram uma queda de 7% para 12.278 milhões de coroas suecas (relativamente a 13.272 milhões de coroas suecas). Expurgado o impacto das flutuações cambiais, a quebra das vendas líquidas foi de 5% durante o período. As vendas foram negativamente influenciadas pela diminuição da actividade na indústria mineira global, o que afectou especialmente as vendas de produtos de maior porte e mais caros.

Este abrandamento da procura global no terceiro trimestre de 2013 também teve um peso negativo sobre a rentabilidade, tendo os proveitos operacionais descido de 602 milhões de coroas suecas, registado no período homólogo do ano passado, para 496 milhões de coroas suecas. Este facto repercutiu-se também negativamente na margem operacional da Volvo CE, que com 4% – apesar da quebra de mil milhões de coroas suecas nas vendas – ficou apenas ligeiramente abaixo dos 4,5% obtidos no período homólogo de 2012.

"Apesar de não haver ainda sinais claros de uma recuperação global do mercado no sector do equipamento de construção, pudemos observar uma ligeira evolução na China, impulsionada pelas vendas de equipamento de menor porte, e um ligeiro aumento no mercado europeu" afirmou Pat Olney, presidente da Volvo CE. "O nosso cenário de base para 2014 assenta na premissa de que os mercados irão manter em larga medida o nível registado em 2013."

Perspectivas inalteradas

As condições de mercado para o conjunto do ano de 2013 mostram poucos sinais de recuperação a curto prazo e as perspectivas mantêm-se inalteradas em relação às previsões anteriores. Prevê-se uma redução do mercado europeu na ordem dos 5-15% (expressa em unidades), enquanto que na América do Norte, América do Sul, Ásia (excepto China) e China se prevê uma descida ou subida de 5%. Prevê-se que, em 2014, estes mercados apresentem descidas ou subidas na ordem dos 5% a 10%, respectivamente, com excepção da China, para cujo mercado se prevê valores entre a estagnação e um crescimento de 10%.

Tabela 1. Vendas líquidas da Volvo Construction Equipment, por área de mercado, em milhões de coroas suecas (SEK)

 

Vendas líquidas por área de mercado

Terceiro trimestre

Primeiros nove meses

Milhões de coroas suecas

2013

2012

2013

2012

Europa

4.124

3.803

12.220

12.656

América do Norte

1.892

2.684

6.206

10.054

América do Sul

821

931

2.479

3.027

Ásia

4.485

4.718

16.793

21.890

Outros mercados

957

1.136

2.733

3.359

Total

12.278

13.272

40.431

50.986

 

Fim.

Outubro de 2013

Para mais informações, queira visitar: www.volvoce.com/press

Ou entrar em contacto com:

Thorsten Poszwa
Director, Comunicações Externas
Volvo Construction Equipment
Tel: int. +32 2482 5021
Email: thorsten.poszwa@volvo.com
Twitter: http://twitter.com/VolvoCEGlobal

Brian O’Sullivan
SE10
Londres
Tel: int. +44 77 333 50307
Email: osullivan@se10.com